Qual a diferença entre: diamante, cristais, zircônia e strass?
Acessórios

Qual a diferença entre: diamante, cristais, zircônia e strass?

Diamante, cristais, zircônia e strass há muito tempo fazem parte do mundo dos acessórios e, cá entre nós, reconhecer pedras preciosas não é uma das atividades mais simples. Então, caso você seja uma revendedora, ter esse conhecimento poderá ser um diferencial a seu favor.

Para ajudar nessa tarefa, vamos falar sobre as peculiaridades de cada uma, as diferenças entre esses quatro tipos de pedras e em que estilos de joias, semijoias e bijuterias são utilizadas com mais frequência, além de três fatores a se considerar na hora de comprar. Confira!

Diamante

Considerada a pedra preciosa mais resistente e cara do mundo, o diamante é uma gema de origem mineral que se forma a partir do carbono em milhões de anos. E tudo isso por baixo da terra em alta pressão e temperatura.

É tão duro que nenhum outro mineral consegue feri-lo, a não ser uma outra pedra de diamante. Pode ser lapidado de diversas formas, sendo que o formato de brilhante é o mais conhecido, a ponto de se confundir com a própria nomenclatura da pedra.

O diamante não pode ser molhado por água, sob o risco de perder o brilho e, com os demais tipos de gema, é utilizado para a fabricação de joias, exclusivamente. Isso acontece pelo fato de ser a pedra mais valiosa do mundo, tornando a sua aplicação em semijoias e bijuterias inviável e desvantajosa.

Cristais

Quando se fala em cristal, existe uma amplitude de conceitos e é preciso reconhecê-los para entender. Os cristais se formam a partir da nucleação, ou seja, quando uma substância se dissolve em outra. Ao se juntarem as estruturas de cada molécula, de materiais diferentes, dissolvem-se uma na outra e formam uma estrutura maior, que também se dissolverá com o tempo.

Como esse fenômeno não acontece naturalmente no planeta, o tcheco Daniel Swarovski inventou uma máquina que revolucionou o processo de cortar cristal, fazendo com que as pedras fossem feitas com uma precisão extraordinária.

Assim, os cristais Swarowski ficaram mundialmente conhecidos como uma imitação do diamante que chega muito próximo do brilho e da beleza da pedra preciosa.

Nessa sintetização — nome dado à prática utilizada para criação de cristais para joias e semijoias — a pedra é formada a partir do vidro, de cristal e acrílico, ganhando todo o brilho semelhante ao do diamante, como dissemos.

Cristais, ao contrário dos diamantes, podem vir em diferentes formatos e tamanhos, além de cores variadas. Outra diferença entre as duas pedras é que os diamantes possuem uma dureza 10 na escala Mohs, enquanto os cristais têm um número menor — algo em torno de 6 ou 7. Mesmo assim, como o diamante, os cristais conseguem riscar vidros.

Zircônia

Existem dois tipos de zircônia: a baddeleyíta — um mineral raro encontrado na natureza e que costuma ser utilizado na fabricação de joias apenas — e a zircônia cúbica.

Essa última é sintetizada em laboratório com a intenção de imitar o diamante. Não perde o brilho em contato com a água e é muito resistente. Assim, pode ser cravejada em joias e semijoias.

É uma pedra de excelente qualidade e muito brilhante, podendo ser considerada a melhor imitação de diamantes já produzida. Pessoas leigas e alguns profissionais da área, inclusive, não conseguem diferenciar as duas pedras.

Contudo, existem algumas características que podemos tentar perceber no momento da compra: se, ao olhar bem pertinho da pedra, na parte de dentro, você sentir falta de alguma imperfeição ou pontinhos pretos, significa que é uma zircônia. Isso acontece porque a pedra é feita artificialmente.

Outro fator que diferencia os dois é quando a luz entra no produto: zircônias apresentarão as cores do arco-íris com muito mais brilho que um diamante. Por último, a zircônia é mais pesada que o diamante, então, se for o caso de ter uma amostra das duas pedras de mesmo tamanho, o segundo será o que for mais leve. A diferença entre uma e outra é em torno do dobro.

Strass

Tem esse nome porque o primeiro a produzir essa pedra foi o francês George Friedrich Strass, com a intenção de criar algo com o brilho parecido ao do diamante. Não deixa de ser um cristal, pois é feito a partir de estilhaços de vidros ou de plásticos dissolvidos em pó ou película de metal.

É uma pedra sintética e a mais barata entre todas as que estamos abordando neste post. Para conseguir brilhar como um diamante, sua base é revestida de metal.

Comparado à zircônia e ao diamante, a qualidade é bem inferior, justificando o preço muito mais baixo. É muito utilizado em bijouterias, roupas e sapatos, mas nunca é cravejado por causa da fragilidade. Esse processo levaria o strass a se quebrar facilmente. Sendo assim, o adereço é sempre colado com uma cola especial.

Principais diferenças entre o diamante, cristais, zircônia e strass

As principais diferenças se iniciam na formação de cada pedra ou cristal, sejam sintéticas ou naturais. A resistência e a raridade valorizam as pedras, especialmente as naturais.

Formação

O diamante é natural, formando-se em milhões de anos, e é mais resistente, além de ser uma pedra muito brilhante e cravejada nas peças. O alto valor não permite a utilização em semijoias e bijuterias, apenas em joias.

Brilho

Os sintetizados possuem maior brilho, precisão e delicadeza, pois são utilizados em joias folheadas de alto padrão. Podem ser utilizados em semijoias, mas o valor dessas peças aumentará substancialmente.

A zircônia pode ser confundida com o diamante, tanto que, às vezes, o substitui. De cor branca e com muito brilho, a pedra sintetizada é cravejada nas peças e escurece com o acúmulo de resíduos. No entanto, com o produto adequado é possível devolver o brilho natural.

Valor

​​Pelo fato de o strass ser um cristal sintetizado, talvez seja o que tenha a menor resistência e valor agregado, mas nem por isso deixa de ser um adereço sofisticado e bem aceito no meio das amantes da moda.

O que considerar na hora de comprar

Existem alguns fatores que podem influenciar sua cliente na hora da compra. Portanto, apresentar opções e um certo domínio do assunto vai ajudar bastante sua escolha. São eles:

Preço

Como dito anteriormente, de todas as pedras, o diamante é a com maior preço no mundo inteiro. Caso não seja a realidade da sua cliente, apresente as vantagens ao adquirir uma peça mais barata.

Caso ela precise de algo durável, resistente e mais próximo da joia possível, indique peças feitas com zircônia ou cristal. Se ela tiver em mente algo que possa ser trocado com frequência, não se importando em comprar várias peças em um período curto de tempo, as feitas de strass serão melhor recomendadas.

Durabilidade

Em relação à durabilidade, o preço já dá uma boa dica de como escolher o produto. Caso a cliente não se importe em fazer um investimento real em joias, tendo em mente que podem ser para a vida toda, apresente o diamante — que certamente vai durar —, a zircônia e o cristal, nessa ordem.

Caso a escolha seja uma semijoia, produtos feitos em zircônia cúbica e cristal são escolhas duráveis. De todas, as feitas de strass terão menor durabilidade. Porém, é preciso lembrar que a durabilidade também está relacionada ao processo de banho que a semijoia recebeu.

Ocasião

Saber a hora de usar uma joia ou semijoia pode ser determinante em todo o look da cliente. Assim, quando alguém pedir algo para um evento que envolva trajes elegantes, recomende as pedras com mais brilho, como a zircônia.

Caso seja alguém comprando um anel de noivado ou formatura, recomende peças com pedras de qualidade bem próximas às do diamante — caso não consiga investir em uma joia tão cara — como a zircônia cúbica.

Se for o caso de usar algo para ir ao trabalho, no dia a dia, ou a algum churrasco informal, sem nenhum código de vestimenta, recomende as semijoias em strass.

Com essas informações, é possível compreender um pouco mais o mundo das pedras preciosas e onde são mais utilizados os diferentes tipos de brilhantes.

Agora que você sabe mais sobre diamante, cristais, zircônia e strass, deixe um comentário nos contando qual o seu tipo favorito e o motivo para isso! Nós vamos adorar conversar com você!

Revenda Semijoias Atacado DAMA - Cristal, Zircônia, Diamante e Strass

Sobre o autor

Rosângela Gonçalves de Brito

Uma das fundadoras da DAMA Semi Joias, amo o mundo feminino e as pessoas que nele estão!

Deixar comentário.

Share This